CBHA
 
 
   
   
   
   
 
INICIAL
Edital
Sessões Temáticas
Programação
Inscrições
Mapa
Sobre a imagem
 

   .
Sessão 4 - O Desejo pelo Outro
Coordenadoras: Ana Magalhães (MAC USP/CBHA), Leticia Squeff (UNIFESP/CBHA), Valéria Piccoli (Pina/CBHA)

Esta sessão temática explora as relações entre arte, erotismo e alteridade. A sessão vai tratar das representações do Outro como manifestação dúbia, entre o horror pelo diferente e a fascinação (sexual, erótica, lírica, etnográfica, exploratória, acadêmica, romântica, etc). Interessa-se pelas representações de tudo aquilo que não é o “meu mundo” mas está fora/além de mim (estrangeiro, exótico, interdito, proibido, imoral, “errado” etc). Dialoga com campos de investigação como a história da arte, a antropologia, os estudos de gênero, os estudos queer, a história social, entre outros. Dentro de uma nova perspectiva de análise em história da arte, e na aproximação às disciplinas aqui mencionadas, é importante observar que a proposta desta sessão baseia-se nas referências mais recentes relativas aos estudos pós-coloniais, à noção de decolonização e regime de colonialidade (Walter Mignolo), bem como à revisão da historiografia de gênero (estudos mais recentes de Griselda Pollock) e estudos queer (Judith Butler). Ademais, e dentro da perspectiva dos processos recentes de decolonização de acervos antropológicos e etnográficos, assim como de acervos relativos às culturas ditas não-ocidentais, um tema candente a ser abordado é o modo como os museus de arte tem se voltado para a apresentação e a discussão sobre a alteridade e o que isto implica na sociedade contemporânea, na qual os museus estão inseridos nas dinâmicas da economia do terceiro setor e do turismo. O caso mais comentado internacionalmente no ano de 2017, é o do Museu de Arte Moderna de Nova York, que está mais uma vez entrando em processo de reforma e anuncia sua reabertura enfocando artistas mulheres na sua programação de exposições e nas suas políticas de colecionismo.
.
Receberemos propostas que tratem de temas como: a relação entre o artista e seu modelo; indianismo e orientalismo; álbuns etnográficos e relatos de viajantes; queer art; arte e feminismo; corpo feminino e objetificação; prostituição; pornografia; voyeurismo; novas políticas de colecionismo e de exposições em museus de arte, entre outros; ou de trabalhos teóricos que investiguem temas e problemas correlatos.

.
     
   
               
     
   
  Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior   Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico   Fundação de Amparo e à Pesquisa do Estado de São Paulo